domingo, 27 de julio de 2014

(Portugues) "É tempo de Kuthumi". 11 de Abril de 2014. Marisa Calvi - AZ


"É tempo de Kuthumi"

Gravado a 11 de Abril de 2014
 

Fonte: www.AwakeningZone.com - Copyright: CrimsonCircle.com


Tradução de Jana de Paula
 
Apresentando Kuthumi Lal Singh canalizado através de Marisa Calvi, assistida por Joep Claessens

Esta canalização foi originalmente transmitida em broadcast pela www.awakeningzone.com
Para ouvir o áudio do show, por favor, acesse
http://www.awakeningzone.com/Episode.aspx?EpisodeID=2998

Marisa e Kuthumi ficam satisfeitos que esta canalização seja traduzida e compartilhada, contanto que não haja cobrança em dinheiro ou taxa e os devidos créditos sejam dados à fonte.
© Marisa Calvi 2014




JOEP: Vamos tomar uma respiração profunda. Apenas se recoste em sua cadeira ou onde quer que esteja. Dê uma pausa no que estiver fazendo, dê uma pausa e tome esta respiração profunda. Recolha suas energias. Conecte-se com as energias de todos os que estão ouvindo aqui agora ou, depois, nos arquivos. Há uma energia de grupo aqui.

Inspire isso, inspire a energia de Kuthumi que já está aqui com todos nós (pausa).
Apenas tome uma respiração profunda através de todo o caminho até sua barriga. Aterre-se, centralize-se … apenas aproveite este momento do Agora.

KUTHUMI: Namastê. Obrigado, Joep, por esta respiração maravilhosa.

E que maravilhoso espaço para se estar, e eu não farei minha introdução usual. Eu apenas irei nisso, porque quando sento aqui e sinto toda energia de vocês, eu não preciso dizer nada. Eu não quero dizer nada. E, ao mesmo tempo, eu quero dizer tudo. Este será meu tema de hoje. Eu sou tudo e, ainda, nada. Eu sou Kuthumi. Eu Sou o que Eu Sou bem aqui, justo agora, em amor por mim mesmo. Eu sou tudo e ainda assim nada, e é como eu sou completo no saber que aqui nada me limita. Não há nada que me defina. Não há crença real de como eu sou um criador. E, ainda, ao mesmo tempo, eu sei que eu sou Deus também e isso é tudo.

E eu sei que muitos de vocês agora em sintonia, a única verdade ... não vou dizer dificuldade, digamos que, não, nem mesmo direi desafio. Eu não vou dizer desafio tampouco, porque não gosto dessas palavras. Elas são muito humanas e muito limitantes. Eu vou dizer que a energia de você no momento é de conciliar, sabendo que você é tudo, e ainda tentando entender a liberdade do nada.

Eu sou este grande criador sem limites. Eu sou esta grande Divindade. Eu sei que eu sou uma centelha de Tudo O Que É que veio para explorar quem sou eu, que veio para explorar o que eu posso ser e eu respondi esta questão. A resposta é Eu Sou o que Eu Sou. Eu Sou Deus também. E, ainda, ao mesmo tempo, isto me traz de volta a nada. À liberdade de nada.

E, de certa forma, até mesmo colocar isso em palavras, provavelmente, tornará isso ainda mais confuso, porque as palavras têm limites em si mesmas e têm uma carga que suas mentes estão tentando colocar em ordem. Então, façamos o que Adamus chama um merabh, mas vamos respirar com isso. Vamos respirar além das palavras. Vamos respirar além das palavras.

Vamos inspirar o sentimento de nada, que vem do saber que eu sou tudo.

(pausa)

Eu sou tudo e através desse saber, eu tenho a liberdade de nada. Eu sou tudo e a liberdade de saber isso … é expansiva e nunca termina. E ainda está preenchida com nada.

Não há expectativas. Sem objetivos. Sem histórias. Minhas crenças se evaporaram, e no nada eu sei tudo.

Eu vim através de experiência após experiência para reunir conhecimento e sabedoria, apenas para chegar a este ponto final onde eu sei que nenhuma delas é verdadeira. Nenhuma delas importa. Tudo o que importa é o tudo de saber que eu sou Deus também.

Respire com isso.

Eu vim através de tudo para lembrar que eu sou tudo. Para ter a liberdade de nada. Ahhh!

E, veja bem, este é o momento em que você integra seu Corpo de Consciência, onde você sabe que tem sua alma e espírito muito próximos a você nesta experiência, mas agora o corpo e a mente querem vir para o equilíbrio também. Então, para muitos de vocês, a mente está fazendo perguntas. Ok, eu entendi. O tudo. Não precisamos das estórias. Não precisamos das crenças. Mas sua mente quer penetrar no próximo projeto. Mas sua mente quer caber nisso, não quer? Sua mente quer caber neste novo projeto. O que eu vou fazer com o humano?

É isto o que a mente quer fazer. A mente e seu corpo querem preencher isso com as coisas humanas, e está bem. Isto está bem. Respire com isso.

Não se esforce muito pelas respostas. Não julgue a si mesmo quando você não consegue encontrar uma resposta ou quando você começou alguma coisa que você sentiu como maravilhosa e que parece não fluir, não volte ao julgamento. O julgamento e a falta de amor próprio são apenas algo para preencher o nada.

Ahh! É maravilhoso saber que, se você não cair nessa coisa de questionar a si mesmo, de julgar a si  mesmo, medir-se, é apenas algo que sua mente criou para por alguma coisa no nada.

Ahh! Podemos tomar uma respiração e dizer "eu sou tudo". Eu não preciso sentir o nada, porque no meu tudo eu tenho liberdade de saber que o nada é perfeito, não importa o que o meu lado humano está me dizendo para por para dentro”. Ahh!

Eu acho que com isso, agora, Joep, obrigado. Nós vamos tomar mais um par de respirações. Mas eu apenas vou deixar meu co-anfitrião ter um pouco mais de tempo para aprontar a primeira pergunta.

Temos duas perguntas na sala de bate papo, então podemos começar com elas.

Então vamos começar com Begoña, porque ela chegou bem cedo. Então acredito que deva ser recompensada (Kuthumi ri).

JOEP: Sim, eu penso assim também.

KUTHUMI: Obrigado.

JOEP: Sim, a pergunta dela eu vou ler bem alto.

PERGUNTA: Gostaria muito de saber sobre ensinar a mim mesma a imaginação, a criatividade e a criação artística. Eu dei um passo nisso, mas estou recebendo resultados muito lentamente. Agora, alguns alunos adultos gostariam muito da opção do aluno criança, para realmente encher minha vida com amor e inflamar a minha paixão em criar o jardim de infância da Nova Energia na Terra. Você pode me dizer alguma coisa em que eu preciso ir mais rápido? Esta é uma bela criação e tal. Estou tão ansiosa para viver plenamente. Abraços e amor de Begoña.

KUTHUMI: Absolutamente. Obrigado, Begoña, minha querida artista criadora.

Aqui está a coisa. Você não vai gostar dessa resposta. Se você quiser ir mais rápido, vá mais devagar (Kuthumi ri). Veja, a coisa é que quanto mais você empurra, mais você comprime na verdade a energia de volta.

Então, aqui está a coisa maravilhosa. As coisas estão se desenrolando. Eu quero que você confie que estão se desenrolando no ritmo mais perfeito e adequado. Você precisa entrar nesse espaço de aceitação. Veja, é a sua mente querendo empurrá-la para a frente, dizendo, “Sim! Está acontecendo, mas poderia estar acontecendo mais! Eu quero mais rápido!” (Kuthumi ri) Esta é a reconciliação entre o ser humano e o Espírito, e é perfeita.

Você se lembra de que, há alguns meses, Adamus falava e disse, você sabe, todos sabem que vocês são criadores e vocês estão ficando frustrados porque não podem estalar os dedos e manifestar e as coisas acontecerem ou bang! lá está. E ele disse: …

[O SOM DESAPARECE]

JOEP: Oi pessoal, sou eu, Joep. Eu só estou reforçando o aviso que Marisa perdeu sua conexão. Então é por isso que ficou em silêncio. E ela está, sem dúvida, tentando retornar, mas você precisa ter um pouco de paciência antes que ela possa se ​​reconectar. Então, eu os convido a apenas continuar respirando.

(pausa)

E trazer a energia de volta (pausa)

Sim, eu acho que ela voltou.

MARISA: Certo. Olá. Estou ... falando de reconciliar o homem com o espírito. Eu não sei o que aconteceu com meu celular (risos). Mas eu vou tomar uma respiração. Eu vou voltar, ainda estou ligada a essa pergunta, e devemos continuar. Mas obrigado, Joep. Presumo que manteve as coisas acontecendo enquanto eu estava fora.

JOEP: Sim, eu tentei fazê-lo.

MARISA: Eu vou tomar uma respiração profunda (ela está suspirando). Obrigada. Tudo certo (ela suspira).
         
JOEP: Ok, pessoal. Apenas respiremos com Marisa, enquanto vamos …

MARISA: Sim!

JOEP: … de volta ao modo canalização.

MARISA: Ahhh!

KUTHUMI: Namastê. Voltei. Ah, como a tecnologia é engraçada.

Então Begoña, nós falávamos sobre como fazer as coisas irem mais rápido, diminuindo o ritmo. Entrar nesse espaço agora de aceitar o ritmo em que você está indo é absolutamente perfeito, de que as coisas estão se desenrolando exatamente, perfeitamente agora.

Agora, isso não significa que as coisas não possam mudar e, de repente, bang!, vão mudar. Mas você tem que entrar nesse ponto onde você aceita como as coisas estão agora. Uh huh.

É uma coisa tão humana, porque você pode se sentir com muito espaço para que muita energia possa penetrar. É a sua mente, dizendo: "Mas, podemos preencher esse espaço. Nós podemos fazer muito mais as coisas acontecerem".

Poderíamos dizer "isso é o que queremos que aconteça, não há espaço para isso!" E eu estava dizendo - Eu espero, eu não sei se você já ouviu isso antes, que esta fabulosa peça de máquinas falhou em nós - sobre o que Adamus falou há meses. Você quer estalar os dedos. Mas se você pudesse estalar os dedos e, de repente, o que aconteceria, francamente, você não estaria pronta para isso.

Agora, eu sei que você está dizendo: "Mas eu estou pronta". Sim, você está pronta, mas você está pronta para que aconteça no ritmo que está se desenrolando. E isso está se desdobrando, e isso está acontecendo e está fazendo isso. Então, você sabe, é só a impaciência humana dizendo a história de agora - "Eu preciso para tornar isso mais rápido. Eu estou fazendo algo errado, porque se eu estivesse fazendo certo, estaria acontecendo mais rápido".

Então, eu quero que você respire com isso, com o aspecto da impaciência, que todos vocês têm. Vocês todos têm. "Eu quero ser abundante. Quero ser abundante agora. Então, eu devo estar fazendo algo errado, se isso não está acontecendo agora". Ok.

É um aspecto fabuloso que você realmente, que todos vocês criaram, que vocês despertaram. É um aspecto muito novo. Muito novo.

Então, respire com isso e diga: "Ei, tudo está bem em toda a criação. É perfeito como está acontecendo". Você tem que aceitar isso. Você tem que confiar nisso e que isso permitirá aos potenciais penetrarem em você. Muito obrigado. Obrigado, Joep.

JOEP: Ok, próxima pergunta. É de Yanna, que postou-a na sala de bate papo.

KUTHUMI: Sim.

JOEP: Eu vou lê-la de novo.

PERGUNTA: Eu sinto que estou perdendo meu tempo num trabalho sem paixão e chato, que traz uma sensação de segurança que eu sinto quando chega meu salário mensal. E mesmo que a minha paixão seja clara para mim e eu já esteja vivendo isso, ela ainda não me dá a segurança financeira de que tanto necessito. Sinto que posso parar de trabalhar, mas toda as vezes em que eu fiz isso no passado, eu criei o caos. Eu sinto que agora minha alma está realmente, realmente pronta para me dar o que eu já escolhi tantas vezes. Você poderia compartilhar suas idéias comigo sobre isso? Obrigada. Yanna.

KUTHUMI: Absolutamente, e esta é uma pergunta fabulosa, porque há muitas pessoas neste ponto. Elas querem largar tudo o que sentem de mundano e humano, que não está ressoando com sua alma.

Então a coisa maravilhosa é que eu vou convidar vocês, Yanna e todos os que estão ouvindo e que são parte de disso, pois você meio que desenvolveu o que você criou aqui. Sim, não é o mais satisfatório, a parte de sua vida da satisfação da alma, mas, tendo respeito por isso, sim, bem, porque me dá segurança financeira agora. E não é que você esteja se comprometendo, mas é meio que parte do projeto de ser humano.

A coisa mais importante para você, minha querida, no momento, é que isso não está comprometendo sua paixão. Então é tipo como você chegasse a dizer, chegasse a um ponto em que você diz: "Eu não gosto particularmente desse trabalho, mas é tipo o que eu preciso para criar, então eu tenho a segurança financeira; então eu não tenho o caos”. Uh huh. Mas, a coisa é que você ainda está brincando com sua paixão, seja ela música, escrita, dança ou o que for. Não deixe que esta parte de sua vida comprometa o que você verdadeiramente, verdadeiramente ama e deseja.

Portanto, não é sobre jogar fora uma coisa para fazer a outra. É sobre encontrar um ponto de equilíbrio para as duas, ao mesmo tempo.

Então, não odeie o trabalho porque você meio que tem que honrá-lo, você sabe, pelo menos eu não criei um cenário em que eu tenha que pedir dinheiro aos outros, em que eu estou na miséria, em que eu sou sem-teto, que eu não posso ter uma roupa bonita. Ok. Eu honro isto porque é parte do projeto humano em que eu meio que preciso fazer isso para criar dinheiro real.

Não vamos nem mesmo chamar isso de abundância. Vamos chamar isso de dinheiro. Vocês são humanos. Você precisa de dinheiro para funcionar na sociedade, para a maior parte. Sim, eu sei, pessoas estão funcionando sem isso, mas para a maior parte, é onde se está. É uma história muito profunda, de crença, e, realmente, uma parte profunda de seu projeto e escolha de estar aqui.

Mas, certifique-se de tomar um tempo a cada dia, mesmo que seja por uma hora, para escrever, tocar música, dançar, cantar ou seja o que for, seja o que for. Você sabe, blogar, expressar a si mesmo. Encontrar o equilíbrio, porque à medida que você faz estas coisas, do jeito que for, mesmo que não estejam resultando em dinheiro, ainda estão enviando a mensagem de que eu quero isso e isso é parte da minha vida.

E, como eu disse à Begoña, apenas confie que tudo está se desenrolando perfeitamente.

E, você conhece aquele pequeno mecanismo de medo de que "Eu não quero jogar fora o trabalho, porque as coisas chegaram ao caos no passado"; normalmente eu diria a você que você tem que deixar isso de lado, pois como era não é como vai ser. Mas isso é na verdade uma espécie de proteção, para que você não entre nisso novamente.

Mas o modo como você pode dizer que vai fazer isso de uma maneira nova é: "Eu posso mudar meu ponto de vista sobre isso e eu posso simplesmente convidar mais equilíbrio". E a coisa maravilhosa é que, embora estes trabalhos pareçam absorver muito tempo e muita energia e muita da sua energia física real, de repente, a energia necessária se torna muito menor, de modo que você realmente tem a energia física e emocional real para colocar em sua paixão.

Então, tome um pouco de tempo extra para amar a si mesmo e ame que tenha criado algo que mantém você humanamente segura, de modo que você realmente tenha a liberdade de ir e brincar com essa paixão. Está tudo bem estas duas coisas estarem aqui. Só tenho que encontrar o equilíbrio.

E, veja, a coisa maravilhosa é que quanto mais você diz: "Eu amo a minha experiência. Eu honro o que eu estou criando. Eu tenho essa paixão", o trabalho irá evoluir. Isso pode significar que se você perde o trabalho e encontra outra coisa, com maior equilíbrio e ressoe mais, o trabalho em si, de repente, não tome grande parte da energia que você está colocando em "Eu não quero estar aqui”. Uh huh. Um pouco mais de tempo extra amando a si mesma e isso vai evoluir. Vai evoluir.

E é isso que você tem que escolher agora. Não é sobre “eu preciso mudar coisas”. Ao contrário, é “quero ver como isso evolui”. É uma energia muito diferente, porque a primeira frase tem um senso de finalização, de conclusão, de quase destruição. Mas quando dizemos “Eu quero que isso evolua” é uma coisa muito diferente aqui, não é uma energia que tem que cortar nada ou liberar ou empurrar ou qualquer outra energia que possa vir. É quase como se você tivesse um punhado de argila na sua cabeça e tipo  Eu não gosto da forma que ela tem agora. Então, se eu brincar um pouco com ela, posso colocá-la na forma que eu gosto”.

E isso é maravilhoso porque o que está ocorrendo não é dizer “eu preciso puxar numa energia diferente. Eu preciso cortar fora essa energia”. É simplesmente dizer "veja o que eu tenho e não é surpreendente. E se eu brincar com isso, eu posso mudar isso o quanto eu quiser”. Energia-inteligente muito mais eficiente. Muito mais eficiente. E é aí que você dá a si mesma um pouco mais de liberdade, porque de repente você não está usando muita energia tentando empurrar novos potenciais nisso, empurrando de algum jeito. É apenas "veja o que eu tenho, e agora eu estou deixando isso evoluir. Vou mudar
com o que está aqui” porque, você sabe, você tem tudo aqui. Então agora é tipo “eu posso a amar tanto a mim mesmo que eu posso brincar com isso e deixar isso evoluir”.

Não há nada que você precise deixar ir. Não há nada que você precise chamar para dentro. Vamos trabalhar com o que temos aqui, agora.

Ah! Obrigada, minha querida.

JOEP: Ok, obrigada Kuthumi. Isso foi muito útil.

Temos algumas chamadas com perguntas, então eu vou trazer uma destas chamadas, cujos quatro últimos dígitos são 1858. Quem chama está na linha agora.

CHAMADA 1858 (mulher): Oi. Obrigada. Oi Kuthumi.

KUTHUMI: Alô!

CHAMADA 1858: Oi. Bem, eu – foi bom para mim ouvir a pergunta anterior. Eu estou entre aqueles que, infelizmente, eu acho, deixaram um trabalho que me dava suporte e foi trabalhar com livros. De qualquer forma, estou realmente estressada em tentar vender livros e o que você disse antes ajudou, sobre forçar muito. Eu estou forçando muito? Eu sinto que eu preciso comercializá-los, qualquer conselho sobre como trazer o dinheiro.

KUTHUMI: Maravilhoso. Com certeza. Com certeza. E olha que se parece um pouco com empurrando, quando você se sente como se suas criações lhe devessem uma renda. E também é muito, é realmente um tipo de compressão da energia da sua criação, um pouco, quando você a torna responsável ​​pela sua abundância.

Então, a primeira coisa que eu vou pedir para você fazer é, bem, é claro, há um potencial lá, de que suas criações possam trazer finanças para você. Mas a primeira coisa que eu vou convidá-la a fazer, e isso é para qualquer um que tenha uma criação, é libertá-la da expectativa de que ela é responsável por trazer-lhe dinheiro. Porque quando você começou a escrever os livros, você os escreveu apenas para ganhar dinheiro?

CHAMADA 1858: Não.

KUTHUMI: Não. Por que você escreveu? Diga-me porque você escreveu.

CHAMADA 1858: Bem, parte disso foi para fazer dinheiro, mas eu apenas tive essa coisa interior de que tinha que fazer. Apenas senti que tinha que por a mensagem para fora.

KUTHUMI: Com certeza. Você tem que voltar para esta energia original, e será esta energia que vai guiá-la no que fazer com elas, e esta será a energia que as pessoas vão sentir. Tudo certo. Então, a coisa maravilhosa é, sim, o dinheiro pode ser, digamos, um efeito colateral (Kuthumi ri). Alguns benefícios colaterais. Mas, você tem que voltar à razão de porque você criou isso, em primeiro lugar. E a coisa maravilhosa é que quando você libera isso, você apenas permite mais potenciais aqui para isso.

Agora, a coisa maravilhosa é este sentimento de “eu preciso comercializá-los melhor” blá, blá, blá. Isto é grande também. Eu digo agora porque, você sabe, eu teria dito para você não ouvir essas vozes. Mas se essas vozes continuam aparecendo, então há, obviamente, algo que está dizendo a você que há potencial para isso, para atingir um público maior. Há potencial para que mais pessoas saibam disso.

Então, brinque com isso. Mas você tem que, você sabe, e esta é a coisa também, especialmente quando você entra numa espécie de lado comercial das coisas com as criações, sua mente adoraria saltar-lhe à frente. Sua mente quer que você já tenha o negócio fechado e vendido e tem idéias de quão longe isso vai. Fique no momento com os livros. Fique no momento com eles, mas volte para a energia original de como você os criou.

CHAMADA 1858: Certo.

KUTHUMI: Eu não quero que a energia - apenas que a energia fique turva. E você sabe que este é um belo livro. Você sabe que você escreve lindamente. Uh huh. Então ouça e não desanime se você percebe como uma crítica. Experimente e tome isso e use-a como feedback para ajudar o livro a evoluir. Uh huh. E não se assuste se você tiver que buscar um emprego de meio período, mesmo que seja um merda (Kuthumi ri). Porque, você sabe, esta reconciliação entre o humano e o criador que, você sabe, o criador sabe que pode ser tudo o que é e, você sabe, ele nem sempre se encaixa no que vai através da experiência humana.

Assim, você sabe, há as merdas dos trabalhos de meio período por aí que são o que você criou para ajudá-la a passar por isso, você sabe, você não força e você pode obter, você sabe, você pode obter coisas legais. Ok.

Não é uma falha porque isso não é a coisa infeliz pela qual muitos de vocês deixam os empregos, certo, porque você o está jogando com cuidado para o vento. “Estou caminhando para ser. você sabe, essa grande … Estou caminhando para fazer meu próprio dinheiro”, o que é fantástico. E, em determinado ponto, isso realmente acontece. Isso libera você deste velho estrangulamento do sentimento, onde tantas pessoas na consciência de massa estão, “eu tenho que ter um emprego para fazer dinheiro. Eu tenho que trabalhar para alguém”. Assim, deixando que o trabalho a ajude você quebra esse padrão, ajuda você a quebrar esta crença.

Mas, então, infelizmente, muitos de vocês vão de um jeito muito pesado, que é “eu não posso voltar para isso”. Bem, você pode. Você pode voltar para isso em sua nova consciência, como sua iluminação evoluída, e você pode encontrar um perfeito pequeno emprego, que irá apenas ser maravilhoso para realmente apoiar suas finanças.

Você sabe, é muito fácil confundir finanças com abundância, porque você sabe que você já é abundante. Mas, você sabe, você precisa de finanças e você pode realmente ir – está certo você ir trabalhar para essas finanças de um belo jeito equilibrado. Então, apenas não se assuste ao pensar que "estou caminhando para trás ao procurar um emprego". Certo. Não se trata disso. Você sempre deve encarar isso como uma ajuda para dar suporte aos livros. Uh huh.

CHAMADA 1858: Ok. Tudo bem. Obrigada.

KUTHUMI: Obrigado.

JOEP: Obrigado a quem ligou. Benefícios colaterais. Gosto disso.

KUTHUMI: Era o que eu, sim, eu faço. Eu acho isso maravilhoso. Nós podemos falar sobre isso um pouco mais (Kuthumi e Joep riem).

JOEP: Nós recebemos uma nova chamada e eu quero chamar agora a chamada cujos quatro últimos dígitos são 1727. Você está ao vivo.

CHAMADA 1727 (mulher): Oi. Eu realmente dei um avanço recentemente e eu me pergunto qual é a sua perspectiva é se o que eu realmente estou fazendo é o máximo onde eu acho que estou.

KUTHUMI: Quem sou eu para questionar sua crença em si mesma (ambos riem). Minha querida, se você sente que é isso o que é, é porque é. E, você sabe, eu amo isso, porque você me traz, porque, você sabe, você fala comigo. Você pergunta a Kuthumi, porque se eu disser que é, então é. mas você sabe que eu apenas estou dizendo a você o que você já sabe, de qualquer jeito.

Então aqui está a coisa maravilhosa. É, você sabe – eu vou lhe fazer uma pergunta, minha cara.

CHAMADA 1727: Certo.

KUTHUMI: Se você sente que se movendo adiante, porque você tem que perguntar se você não o está?

CHAMADA 1727: Porque minha história foi sempre parar e sabotar a mim mesma, de novo e de novo.

KUTHUMI: Veja, todos nós estamos amando voltar ao passado, hoje. Você sabe, é esta coisa engraçada, quando pensamos que a nossa história - oh, há um ditado horrível 'a história sempre repete a si mesma'. Oh, que ditado horrível, horrível, para se falar. Que tal - precisamos fazer um novo ditado hoje, e este ditado será “a história foi e não deve ser de novo” porque a história está no passado. E você sabe, se você quiser repeti-la, então vá em frente.

Porque sua experiência não é linear, você realmente sente alegria de voltar e reviver vidas, se assim o escolher. E eu também fiz isso, porque eu queria voltar e fazer as vidas de uma forma diferente, a partir de experiência e perspectiva diferentes no que aconteceu nesta vida. Na minha vida como o Terceiro Mago, eu fiz isso. Eu fiz isso várias vezes para ter perspectiva e experiência diferentes através disso.

Então aqui está a coisa. Você quer repetir o que você fez no passado?

CHAMADA 1727: De jeito nenhum! (ela ri)

KUTHUMI: Fantástico, e eu amo isso, porque o jeito que você disse isso foi como, hummmm, foi como, "de jeito nenhum!" Que belo. A convicção e o compromisso nisso. E nem todo mundo sentiu isso. Foi muito claro. Eu nunca vou questionar que você totalmente não escolhe repetir o passado.

Então, essa é a coisa. Quando esta pequena voz chega de novo e diz “Oh! mas lembra quando aconteceu assim?” De jeito nenhum! Da mesma forma que você disse isso para mim, você tem que continuar dizendo a si mesmo.De jeito nenhum! (Kuthumi ri) Tudo bem.

CHAMADA 1727: Sim!

KUTHUMI: Porque nós voltamos para trás e temos revivido vidas e experiências, e o próprio fato de que vivemos esta experiência como ser humano, e então virar e dirá: "Vamos voltar e fazer de novo". Nós vamos uma vida diferente.

Há uma pequena parte de nós que pensa que estamos neste ciclo contínuo e roda de hamster. Tudo bem.

CHAMADA 1727: Hã, hã.

KUTHUMI: Então é de jeito nenhum! De jeito nenhum. Sua consciência está aqui para saber que você pode ir adiante e fazer as coisas de modo diferente. Então, quando estes sentimentos voltarem tipo "eu acho que eu vou voltar e fazer isso da mesma forma". De jeito nenhum!

CHAMADA 1727: Sim! Eu estou aqui. Eu estou pronta para seguir adiante …

KUTHUMI: Isto é perfeito. Sim, perfeito e incrível.

CHAMADA 1727: Acho que estamos todos um pouco hesitante para ir adiante, porque não sabemos o que está lá. Você sabe. Eu não posso ir através disso de novo.

KUTHUMI: Veja, e isso é sim. Veja, isso é outra armadilha. O que é isso? É outro ditado estúpido que os seres humanos têm? Melhor o diabo que você já conhece.

CHAMADA 1727: Sim! É verdade.

KUTHUMI: Porque, você sabe, eu vou na mesma merda porque se isso ficar muito sujo de novo, ao menos eu já sei como é (Kuthumi ri)

CHAMADA 1727: Certo!

KUTHUMI: Você sabe …

CHAMADA 1727: E eu, por exemplo, estou ficando muito cansada disso.

KUTHUMI: Sim! Porque, você sabe. Pessoal, vocês são grandes em lidar com a mesma porcaria repetidas vezes. Então, vocês são mestres da velha sujeira. Vamos ser mestres da nova porcaria - porque se eu posso lidar com o que eu lidei no passado, eu posso lidar com o que vai virá.

Veja, você tem que lembrar que você foi uma rainha; você foi um camponês; você foi um conquistador; você foi um assassino. Você já fez tudo. Todos vocês já fizeram de tudo para chegar a este ponto de estar aqui nesta vida e dizer: "Eu Sou o que Sou. Eu fui tudo para saber que eu não sou nada" (Kuthumi ri).

Então, o que pode ter aqui na Terra que você não possa lidar agora? Nada! Então convide tudo, para saber que não há nada com o quê você
não possa lidar. De jeito nenhum eu vou falhar! De jeito nenhum eu vou passar por esta vida sem me amar mais e mais! De jeito nenhum eu vou causar mais do que eu fiz antes! De jeito nenhum! Porque eu sei que eu fiz tudo.

CHAMADA 1727: E, nessa linha, outra coisa que pode ajudar alguém - hoje, eu tive dor durante todo o dia. Eu tive essa dor, e, de repente, eu disse: "Corpo, Eu sou Deus! Eu quero que vá  agora!" E ela foi embora imediatamente.

KUTHUMI: Sim. Não é fabuloso?

CHAMADA 1727: Sim! Amei isso.

KUTHUMI: Você ficou um pouco assustada quando percebeu o quão poderosa você é?

CHAMADA 1727: Um pouco (ambos riem). Isso pode ajudar alguém mais, você sabe, dizer isso a eles.

KUTHUMI: Sim. Benefícios colaterais de saber que você é Deus também (Kuthumi ri)

CHAMADA 1727: Sim!

KUTHUMI: Maravilhoso. Obrigada, minha querida. De jeito nenhum! Eu amo isso (ambos riem).

CHAMADA 1727: Obrigada. Tchau.

KUTHUMI: Obrigado.

JOEP: Obrigada a você, que fez esta ligação. Mestres da nova porcaria. Eu gosto disso também (Kuthumi ri). Deixem vir; e há uma nova chamada. Os quatro últimos dígitos são 9849. Sim. Você está ao vivo.

CHERYL: Oi. Aqui é Cheryl. Oi Kuthumi.

JOEP: Oi Cheryl.

KUTHUMI: Oi Cheryl.

JOEP: Qual é a sua pergunta?

CHERYL: Bem, tipo na  mesma linha de todo mundo que está aqui hoje. Finanças, bem, especialmente, algo aconteceu justo hoje, e quero dizer que parece que eu estou muito bem emocionalmente e estamos na energia da abundância.
E então coisas acontecem e de repente fico totalmente fora desse espaço. Então, você sabe, eu não sei o que você tem - o que você pode ver ou tem a oferecer em relação a isso.

KUTHUMI: É. Sabe, essa é uma pergunta fabulosa e é um cenário fabuloso para trazer, porque muitas vezes você vai fazer alguma coisa a partir desse ponto de absoluta confiança e permissão e aceitação, e você vai estar totalmente nesse espaço onde você sabe que é Deus também e você confia na sua criatividade. Você aceita onde você está agora e você está totalmente aberta para permitir que as coisas venham, enquanto que a permissão é ressonante com o que você realmente sente que está escolhendo.

Então, essa é a coisa. Sim, nós temos um soluço ou temos uma distração e, de repente, toda a verdade e aceitação vêm. E isso, realmente, é apenas a sua mente fazendo a medição que não aconteceu do jeito que você espera que aconteça humanamente.

Então aqui está a coisa. Você meio que tem que voltar para, bem, quando tudo estava fluindo. Só porque não continua fluindo, não significa que não possa voltar a essa energia, de novo. Uh huh. Porque muitas vezes nos sentimos como indo para trás, quando essa energia não está fluindo, quando uma distração vem.

CHERYL: Hã, hã.

KUTHUMI: E você não foi para trás. Tudo o que é, é apenas algo diferente naquele momento.

Então, a coisa maravilhosa é que você sabe que teve este ponto âncora um pouco antes. Assim, mesmo que você seja do tipo linear, eu estou dizendo para você voltar um pouco. Dê um passo atrás. Na verdade, estou mesmo querendo convidá-la tomar essa energia e você colocá-la onde você está agora. Tudo certo.
E aqui também não é que esteja a dizer, tudo bem, as coisas não fluem, então agora eu tenho que me reconectar com essa energia. Trata-se de dizer: "Eu vou convidar essa energia para mais perto". Trata-se de dizer: "Neste momento em que as coisas não parecem estar fluindo, em que as coisas não parecem estar refletindo o que eu estou sentindo por dentro", em primeiro lugar, não é questionar a si mesmo sobre se você fez algo errado. É só dizer: "Aqui está o que está acontecendo no momento. Mas a coisa maravilhosa é que eu tenho todas as ferramentas aqui para voltar para o meu equilíbrio".

CHERYL: Hã. hã.

KUTHUMI: E a coisa maravilhosa é que eu estou dizendo para voltar para o meu equilíbrio, mas não se trata de voltar. Tem de dizer: "Ei, aqui está a minha oportunidade de deixar isso evoluir. Aqui está a minha oportunidade de chamar isso para mais perto e mais e mais", porque cada vez que você diz: "Eu volto para o meu equilíbrio" não se trata de reconectar. Na verdade, é sobre como fazer essa conexão maior e mais forte.

Da mesma forma, cada vez que você tomar fôlego, não estará dizendo: "Eu preciso chamar minha alma de volta, porque a minha alma - eu deixei minha alma ir embora", porque a sua alma nunca vai embora. É tudo sobre o quão perto eu a quero aqui comigo, aqui e agora.

E isso que você atravessa durante o que você chamaria de os tempos mais difíceis, quando as coisas não parecem estar fluindo. Tem de dizer: "Eu sei que tudo está perfeito agora. Eu sei que as coisas têm estado pior do que isso no passado". Porque essa é a coisa também, isso estabelece uma série de gatilhos também de "Oh meu Deus, lembre-se o quão ruim era anos atrás, quando eu não estava tão desperta. Oh meu deus, e se eu voltar a isso?". Veja, é um monte de medo que surge também.

CHERYL: Certo.

KUTHUMI: Mas se você mantiver a volta ao ponto de - se você mantiver a volta para o Eu Sou o que Sou, o que você recebe de volta é a confiança e a aceitação de que "eu não sou quem eu costumava ser". Então, o mestre da velha porcaria desapareceu. Agora eu estou dominando a nova porcaria (Kuthumi ri).

CHERYL: Certo.

KUTHUMI: Sim. porque tem sempre isso …

CHERYL: Ok, apenas trazendo energia

KUTHUMI: Sim.

CHERYL: Certo. Entendi.

KUTHUMI: Sim, apenas retorne ao equilíbrio.

CHERYL: Sim, apenas chegue mais perto. Não é como se isso tivesse ido embora. Sim.

KUTHUMI: Absolutamente não! Não, não, não, não, não. Você não pode ir para trás na iluminação e no despertar. E isso é sempre, eu acho, o maior medo que muitos de vocês têm, de que o lado humano da vida não esteja refletindo essa majestade e alegria e facilidade e graça cem por cento do tempo, que tudo se sente como se estivesse parado e você vai voltar para quem você era antes de quando você escolheu despertar nesta vida, antes de você escolher estar consciente. E isso não pode acontecer. Tudo o que pode acontecer é você estagnar ou seguir em frente.

Sabe, isso - sim, e esta é a coisa. Você sabe, nós escolhemos a iluminação e, você sabe, como eu disse, eu era um ser iluminado. Eu andei na Terra. Isso não significa que as coisas eram arco-íris e unicórnios cem por cento do tempo. E eu acho que é onde um monte de vocês se sentem: "Eu não devo ser iluminada, porque não é arco-íris e unicórnios cem por cento do tempo".

Você sabe, há ainda aquelas coisas que nem sempre são agradáveis​. (Kuthumi ri). E eu vou usar a palavra merda de novo. Mas a única coisa que é diferente agora é que você tem a sua consciência, você tem o amor por si mesmos e você tem as suas escolhas. Isso é o que equilibra, e é isso o que o impede de ser uma vítima para as distrações e o lixo. E isso é o que você tem de se lembrar. Eu sou o criador. Sim, as coisas não estão tão grandes no momento, mas isso não significa que eu seja a vítima novamente. Não significa que eu seja uma marionete do destino e da fatalidade, porque eu estou aqui com a minha consciência e meu amor-próprio, e isso vai fazer as coisas se moverem novamente. Obrigado.

JOEP: Obrigado, Kuthumi. Obrigado, Cheryl.

Mais algumas perguntas na sala de bate-papo e um anônimo.

KUTHUMI: Eu o amo.

JOEP: Eu vou ler esta então.

PERGUNTA: Eu estou trabalhando na conexão com o sentimento e integrando o meu corpo de luz. Alguma dica ou idéias serias muito apreciadas.

KUTHUMI: Oh! É realmente agradável falar sobre isso, porque tem havido muita conversa sobre a integração do corpo de luz no momento (ele toma um gole de água). Desculpe, eu só precisava de um gole de água, porque o corpo físico que estou usando no momento precisa disso.

E o corpo de luz é maravilhoso, e você está trazendo tudo para mais perto, porque o que você está fazendo é ... ohh! A maneira vou descrever isso vai ser um pouco mental, mas pense comigo, porque é assim que você precisa ouvir a mensagem.
         
Você já fez esta coisa maravilhosa de trazer sua alma, que é o seu... que é esta bela consciência. Vocês todos estão começando a equilibrar sua mente, limpando pensamentos, e a mente agora vai realmente servir o seu despertar, tornar-se consciente de quais pensamentos são seus e quais não o são.

A terceira fronteira é, claro, seu corpo e sua compreensão disso agora, . Sim, seu corpo é esta densidade física aqui. Esse é um tipo de um veículo para você vir e ter a experiência humana. É o que aterra você aqui nesta dimensão.

E você está agora com todos os belos sentimentos aqui, sentindo que há uma outra dimensão para o seu corpo, que não é limitada por tempo e espaço. É a parte energética do que se conecta através de seus sentidos e do seu atual corpo físico real.

Agora, por um longo tempo, sua alma, quer dizer, ela esteve sempre aí, mas, a sua alma era como algo que você meio que tinha no comprimento do braço. Foi algo que você viveu vidas sem a consciência dela. Assim, para um monte de vocês agora falando sobre essa coisa do corpo de luz, é algo sobre o que muito poucos no passado trabalharam, realmente abriram uma consciência sobre isso.

Assim, muitos de vocês que falam sobre isso, vocês são tipo de vanguarda. Você está na primeira fronteira disso. E assim, muito do que você está fazendo agora é realmente mudando a consciência disso e de como isso vai acontecer.

Então, o que muitos de vocês estão fazendo agora é criar uma experiência muito íntima de integrar o corpo de luz, porque é isso que ele está se tornando, pois, à medida que cada um de vocês faz isso, vocês criam um modelo de indivíduo que sabe como trazer essa energia para dentro.

Então, aqui está. É uma espécie de ... seu corpo de luz é como ... ohh ... eu não vou dizer pacotes de energia, porque isso faz parecer que ele está completo. Mas, é esta energia que fez a escolha de entrar em cada corpo físico de cada vida. É uma espécie de ... quase como um pequeno subconjunto de sua alma, o que é uma péssima analogia, mas é apenas para ajudá-lo a compreender.

E é essa parte de você que escolhe o corpo físico, a cada vez. É a parte de você que vai até o DNA para moldar o jeito que seu corpo vai aparentar e como irá interagir. É essa parte energética que realmente permite que os seus sentidos façam a ponte através de sua conexão de alma, também.

Então, a coisa maravilhosa é que, da mesma forma que você respira e sente a sabedoria eterna de si mesmo, você também pode respirar e sentir o lado energético de seu corpo físico, que desce e torna-se um pouco menor para realmente aterrar na experiência de estar do corpo humano.

Eu não posso dizer muito mais do que isso, porque o momento é para todos vocês explorarem a forma como cada um de vocês está fazendo isso. Claro, a respiração é uma maneira. Ouvir o seu corpo e os alimentos que quer comer e o quanto ele precisa de descanso, é o outro lado.

Então, nesses tempos, quando falamos com você sobre a comunicação com o seu corpo, é sobre realmente como você traz isso, é parte de como você traz seu corpo de luz para mais perto e o integra também.

É uma espécie de ... como você viveu todas essas vidas onde a sua alma parecia não estar com você, porque você tem vivido encarnações sem qualquer conexão de alma ... daí você também levava uma vida onde você não tinha um sentido maior de seu ser físico. E, veja, as pessoas fazem isso o tempo todo, ficam presos a ... eles basicamente entregam seu próprio físico a médicos e medicamentos e cirurgias e coisas assim.

Mas, quando você tem este belo corpo de luz e o convida para mais perto, você diz: "Oi. Venha. Aproveite sua escolha. Chegue mais perto para ver como esta escolha está se manifestando no corpo físico. Venha e veja como ele agora experimenta essa experiência” Da mesma forma que você fez com sua alma. Chegue mais perto. Veja como é ir ao supermercado comigo.

Olá, meu belo corpo de luz. Este bela escolha energética de vir dentro deste corpo. Chegue mais perto agora e veja como é estar aqui nesta dimensão.

E mesmo que o convite seja uma espécie de redundância, porque ele sempre esteve bem aqui, é sobre você conscientemente convidá-lo para mais perto, sobre permitir que ele seja parte da experiência. Então, quando você diz "eu quero meu corpo em equilíbrio", ele (o corpo de luz) estará bem perto para ouvir e ajudar e guiar você.

Eu já falei sobre isso, você sabe, nutrir este relacionamento com seu corpo. Você foi muito bem ao chamar sua conexão de alma, você sabe, para ter esta consciência, escolher a iluminação,  e o corpo veio logo atrás. Bem, agora é recuperar o atraso, e é por isso que muitos de vocês estão falando sobre a integração do corpo de luz.

Ter renovado o relacionamento com seu corpo, sabendo que aqui está o outro elemento disso, energético ... oh, toda esta camada energética para isso, e você está prestes a descobrir coisas maravilhosas sobre estar aqui num corpo físico.

Vocês são todos pioneiros neste momento. De tudo isso aqui na Nova Energia. Estou tão feliz por vocês terem um grupo. Eu sei que a encantadora Jean Tinder criou um grupo para discutir isso no Facebook. Procure por isso, se você quiser, porque é uma coisa maravilhosa para se compartilhar.

E lembre-se de apenas compartilhar, mas agora isso é profundamente pessoal. Assim, você apenas pode partilhar suas experiências disso. Você não pode dizer a ninguém como fazer isso, mas apenas compartilhar como você está fazendo isso, no seu próprio jeito, porque isso vai abrir os potenciais para outras pessoas que querem convidar essa experiência para si mesmos.

Divirta-se com isso. É maravilhoso. Obrigado.

JOEP: Há uma sequência a esta pergunta, vinda de Uvga Gale, e ela está se perguntando se a flutuação da pressão arterial é um sintoma de integração do seu corpo de luz.

KUTHUMI: Sim e não. É uma espécie de – cof, cof, cof – porque eu não quero dar conselhos médicos, bem, Marisa não quer. Mas, é tipo sim e não. Eu acho que vocês estão meio que buscando sinais de confirmação da integração de seus corpos de luz, vocês estão fazendo isso num processo muito mental. Se você puder ... Mas, ao mesmo tempo, é apenas uma espécie de reconhecimento de que as coisas estão caminhando. Já que você escolheu fazer a integração, apenas reconheça que as coisas podem continuar.

Para você, talvez a pressão sanguínea esteja mostrando que as coisas estão se movendo, mas é parte da integração. Para outra pessoa, pode significar algo completamente diferente. Ao mesmo tempo, você começa ter alguma sensibilidade sobre se sua saúde vai bem. Você criou terapias médicas e naturais para dar suporte ao seu corpo, para que ele esteja em equilíbrio. Assim, esteja certa de que não importa o que esteja acontecendo, você está ouvindo isso para quando você precisar de suporte, bem como para além do que você está fazendo.

Integrar seu corpo de luz não é sobre ser um mártir de sintomas e sofrimentos. Ok. Tudo certo. Eu não quero – por favor, eu não quero ouvir pessoas dizendo "Oh, eu quebrei minha perna porque isso foi parte da integração do meu corpo de luz”. Talvez tenha sido, talvez não, mas por favor, não fiquem todos mentais nisso.

Sinta isso. Eu realmente não posso responder isso para você. Se você sente que isso é parte de, chamemos de benefícios colaterais da integração de seu corpo de luz, então que assim seja. Mas, ao mesmo tempo, não perca a sensibilidade sobre sua saúde física. Obrigado.

JOEP: Parece que este é o segundo tópico de hoje, toda essa coisa física. porque há ainda mais algumas perguntas sobre isso.

KUTHUMI: É, sim. É, sim.

JOEP: Sim.

KUTHUMI: Vamos nisso, porque se essa é a energia de hoje, então é isso que devemos fazer.

JOEP: Certo. Uma pergunta de Jason1133, e eu espero que eu tenha pronunciado corretamente, e ele está querendo saber se a maconha é um obstáculo à iluminação.

KUTHUMI: Oh! (Kuthumi suspira profundamente). Veja, nada que altere seu estado mental ... no passado, sobre as drogas, eu responderia que não, especialmente se estivéssemos falando dos anos 60 e 70... Isso foi um caminho maravilhoso para as pessoas mudarem a consciência, porque isso as ajudou a quebrar a consciência de massa. E isso foi feito com um sentido de rebeldia. Não se tratava realmente dos efeitos da droga, que ajudou as pessoas a expandir suas mentes e quebrar barreiras. Foi simplesmente o fato de que nós vamos fazer isso, porque isso é ser desobediente e nos diferencia.

Então aqui está a coisa maravilhosa. Maconha, mesmo ... lembre-se que anos atrás Tobias falou sobre as coisas de que as pessoas pensam ser viciadas, de que é escolha delas se tornarem viciadas. E então ele disse que a nicotina, em particular, era uma coisa que basicamente transforma você no que você quer ser. Se você quer ser altamente viciado, então você será. Se você quer ser canceroso, então você será.
Maconha é muito similar. Se você a encara num sentido de escapismo, é o quê isso vai prover a você. Se você quer usar isso para expandir sua mente, então isso poderá fazê-lo. Mas, a coisa é que se você está escolhendo iluminação e você sabe que você tem todas as respostas dentro de você e, assim, você pode alcançar isso com meia respiração, então a maconha se torna makyo. Nunca pensei que pudesse dizer isso, mas aí vai.

Tudo o que você acha que precisa de fora de você ou através da ajuda de alguém para torná-lo iluminado é makyo, sejam cristais, maconha, eu não me importo ... até mesmo eu. Não faça de mim seu makyo para a iluminação. Eu estou aqui para ajudá-lo a despertar sua sabedoria interior, sua clareza, suas lembranças. Eu estou aqui para lembrá-lo o quão grande você é. Me torne mais do que isso e então eu também me tornarei seu makyo.

Então, sim, a maconha pode ser um obstáculo à iluminação, se você pensa que você precisa de qualquer coisa fora de você para retornar ao seu reino eterno e ao Eu Sou o que Eu Sou. Obrigado.

JOEP: Obrigado. Pergunta de Zeppor, postada no bate-papo, que fala sobre a volta das energias de maio de 2012 [Nota da tradução, esta canalização foi gravada a 11 de abril de 2014]. Adamus disse que haveria fortes energias entrando neste dia, e neste mesmo dia Zeppor teve fortes espasmos por mais de uma hora, seguidos de três dias com febre alta e, desde então, ele tem se sentido mal. Ele queria saber se você tem algum comentário para ele sobre isso.

KUTHUMI: Qual … Eu não ouvi direito – eu posso saber que data foi esta?

JOEP: 10 de maio de 2012. Então foi a pouco menos de dois anos atrás.

KUTHUMI: Certo. Você sabe, quando nós nos focalizamos em datas, é maravilhoso, porque você pode frequentemente decidir se você quer focalizar um monte de energia nessa data para que você faça algo que mude ou mova alguma coisa, que é o que aconteceu aqui. Você pôs um foco e você chamou isso de uma grande massa de energia, porque você meio que trouxe para você esta crença de que seria quando isso iria acontecer. Uh huh.

Então aqui está a coisa. A data aconteceu e se foi, e você teve uma bela e intensa experiência, porque foi isso que você escolheu que seria. Então, aqui está a coisa maravilhosa. Se você quer que isso finalmente acabe, então poderá acabar. E eu acho que a coisa infeliz é que você possa estar esperando por outra data e então eu vou dizer a você, você estará completo nessa data. Vamos fazer que esse dia seja hoje. Não seria divertido? Não seria divertido se, enquanto você me ouve aqui, agora, você dissesse "Eu me sinto completo com o quer que fosse que eu precisava mudar, desta data até agora. Eu me sinto completo e eu chamo a mim mesmo de volta ao equilíbrio, justo aqui, justo agora. Eu fiz o caminho do jeito que ele era e agora eu quero um novo caminho. Eu quero isso agora, na graça e na facilidade e em equilíbrio, na confiança que meu corpo pode fazer isso e confiando que eu posso fazer essa escolha e eu nem mesmo preciso que alguém me diga quando fazer isso".

Então, esta é a escolha que você tem agora. Você está completo com isso? Ou você ainda quer carregar isso? A escolha é sua e pode acontecer assim que você estiver pronto para que aconteça. Obrigado.

JOEP: Na mesma linha, Melina faz a seguinte pergunta:

PERGUNTA: Eu tenho tosse há dois anos. Eu acho que eu não posso deixar isso ir. O que posso fazer além de respirar? Obrigada.

KUTHUMI: Fora respirar, você meio que terá que ouvir, porque eu acho que a coisa é que você está numa espécie de padrão, agora, de: "Oh meu deus. Eu tive essa tosse. Eu não posso deixá-la ir. Pergunto-me o que eu preciso fazer". Mas a respiração também é quando você tem que parar e realmente ouvir o que está acontecendo. E na respiração, você meio que precisa se perguntar o que eu preciso fazer? Preciso ir a um terapeuta natural? Existe algo que eu esteja fazendo ou que esteja em meu ambiente que mantêm este padrão?

Eu acho que, no momento, agora, você foi  tipo apanhada em algo enérgico, e era para estar com isso. Mas agora isso está na verdade apenas se tornando um hábito físico.

Então, para quebrar um hábito físico, você meio que tem que fazer algumas coisas físicas, e é você que vai descobrir. Mas aqui está a coisa, trata-se, como eu disse para a última pessoa, isso está realmente pronto para você? Isto serve a você de alguma forma? E eu vou dizer-lhe como é que você ... é por que isto está dando à sua mente um monte de diversão, ao questionar o que é este aspecto? O que não me deixar ir? O que eu preciso mudar? O que muitos de vocês gostam de fazer. Você ama ter algo em que afundar seus dentes, pois isso mantém sua mente ocupada e isso faz você se sentir como se você ainda estivesse conseguindo alguma coisa, porque o maior medo de abandonar algo físico, de abrir mão até mesmo de algo espiritual, é o de entrar no nada.

Você está sempre querendo preencher o nada com alguma coisa, e para muitos de vocês isso são suas doenças físicas. Para outros, é ... seja o que for em sua vida ... as questões de abundância ... porque essas coisas dão à sua mente algo para você se trancar com isso e ser trabalhado.

Você está cansada de trabalhar nas coisas? Você está cansada de questionar e fazer perguntas a si mesma e de estar à espera de um outro aspecto para integrar e culpar as coisas como sendo aspectos e se perguntando quando você estará integrada?

Foi o mesmo comigo na minha ... no meu leito de morte. Sim, muito isso. Veja, Adamus teve seu cristal. Eu tive meu leito de morte. E quando eu finalmente fiquei doente da luta e eu finalmente fiquei doente de questionar e perguntar a mim mesmo e de pensar quando as coisas iriam mudar, quando eu finalmente disse, “Eu fiz”. De jeito nenhum. Assim como a encantadora pessoa que disse isso naquela chamada. Eu quero continuar fazendo isso? De jeito nenhum! O minuto em que você se compromete consigo mesma a realmente deixar a si mesma ouvir as perguntas.

É tempo de parar e ouvir esta profunda sabedoria interior que apenas diz Eu Sou o que Eu Sou justo aqui, justo agora, em muito amor por mim mesma e por tudo o que eu criei e isso é tão bom quanto parece. E quando você respira isso, então você realmente deixa que você mesma ouça o que precisa ouvir. Obrigado.

JOEP: Obrigado, Kuthumi. Algo completamente diferente, agora. Pergunta de B. Joanita.

PEWRGUNTA: Meu filho em breve fará 23 anos e ele ainda mora comigo. Não trabalha, não estuda. Ele não se interessa em fazer nada. Como eu posso ajudá-lo a viver mais e se mudar?

KUTHUMI: Uau. Então, alguém está vivendo uma verdadeira vida de nada e você quer ir preenchê-lo com alguma coisa por ele? (Kuthumi ri) Oh, isto não é maravilhoso?!

Eu vou ser muito duro com você, porque eu quero dizer – oh, isso vai parecer velho – mas, caramba, porque sua vida a está assustando tanto? (Kuthumi ri) E, você sabe, eu sinto muito. Eu não vou ... isso não é sobre ele. Ele está vivendo uma vida perfeita no momento. Sua vida é perfeita para ele, mas você tem que olhar para ele e ver se ele está refletindo algo para você que você está com medo de olhar em si mesma? Mas também, eu vou ser completamente duro. Se ele é um dreno para você financeiramente, se ele drena você emocionalmente, porque talvez ele esteja deprimido e descarregue em você ou se alimente de você de qualquer maneira, então você precisa ter um pouco de amor árduo no que está acontecendo. Corte o dinheiro. Corte a comida, o que for. Você não precisa jogá-lo fora e torná-lo um sem-teto, mas isso é bem uma opção.

Se ele está afetando sua vida, se ele está se alimentando de você, então você tem todo o direito de acabar com isso. E respeitar que essa é a escolha dele, em quaisquer circunstâncias.

Benefícios colaterais, minha querida. Fazer o que precisa ser feito, não importa o quão árduo pareça. Mas você tem que fazer isso sabendo que é sobre você, para a honrar você. Você não pode mudar a vida dele. Você não pode mudar a vida dele, mas a coisa maravilhosa é que ao declarar suas fronteiras, ao dizer que você não vai mais servir de alimentação e, ao dizer que você não vai mais tolerar este comportamento afetando sua vida, isso realmente fará com que ele decida se ele quer fazer alguma mudança na vida dele.

Olhe para si mesma em primeiro lugar. Faça isso para si mesma, em primeiro lugar. Obrigado.

JOEP: Obrigado, Kuthumi. Mais uma pergunta e se você quiser será a última.

KUTHUMI: Certamente.

JOEP: De Aria2012.

PERGUNTA: Olá, todo mundo. Adamus e outros falaram sobre grandes eventos em abril. Kuthumi, você pode acrescentar alguma claridade sobre em que esses potenciais podem se tornar? Apenas curiosidade.

KUTHUMI: Apenas curiosidade. Isso é maravilhoso. Aqui estão os potenciais. Que potenciais você quer que estejam envolvidos? O quão envolvidos você quer que sejam? Se eu dissesse que há uma guerra prestes a acontecer, o quão envolvida você quereria estar? O quão preparada está você para ter isso afetando sua energia? O quanto de tudo você quer no seu nada?

Você sabe, torna-se divertido quando encontramos algo para preencher o nosso nada e que pode se concentrar numa data. Mas aqui está a coisa, e é maravilhoso. Adamus disse isso. Só para se ter uma consciência, para se ter uma prontidão de que poderiam acontecer alguns eventos significativos no final de abril. Mas ele também deu-lhe a escolha, e eu também, ao dizer o quão envolvida você quer estar? Você está em seu espaço seguro? Porque ele lhe deu muita dianteira para você deixar seu espaço seguro em ordem. É mais ou menos como na Austrália; no momento, há avisos de ciclones, e eles disseram para as pessoas, você sabe, fiquem de prontidão. O quão envolvidos vocês querem estar?

Você quer empacotar suas coisas e se mudar para um lugar mais seguro? Você quer ficar aqui e ver se você pode resistir à tempestade? Você quer deixar seus pertences do lado fora e ver se o destino vai jogá-los ao vento? Você quer morrer? Todas as pessoas na sua área tem sua escolha absoluta de como escolhem estar envolvidos nesta situação que está ocorrendo agora, enquanto falamos.

Então, sim, Adamus falou que há algumas coisas que estão vindo. O quão envolvido você quer estar? Você está no seu espaço seguro? Você está respirando? Você confia que tudo está bem em toda a criação? Você confia no seu Deus interior para mantê-lo seguro e alimentado e abrigado? Você confia que você pode sentar como um observador e assistir a isso atrás de sua mureta?

O quão envolvida você quer estar? Em qualquer situação na vida, seja o que estiver vindo, o quão envolvido você quer estar? Esta é sua última escolha, sua escolha primordial, e este é o potencial, estes são todos os potenciais que há para o que está por vir.  Você pode ficar preso nas brumas absolutas disso e esquecer de si mesmo. Você pode se sentar de lado e respirar e dizer: "Eu Sou o que Eu Sou" e assistir tudo isso se desdobrar diante de você. O quão envolvido você quer estar? Obrigado.

E isso, Joep, eu acho é maravilhoso, é uma nota maravilhosa para terminar, para nós terminarmos nosso dia de descobrir tudo e nada e estarmos cientes de quando tentamos preenchê-los com alguma coisa.

Agradeço a todos por esta maravilhosa variedade de perguntas, hoje. Fomos profundos. Fomos engraçados. Limpamos um monte de makyo, e, penso eu, fomos reais. Fomos reais ao nos lembrar que nós somos tudo. Eu Sou o que Sou Deus também. Eu sou tudo e em tudo eu tenho a liberdade de saber que não há nada.

Não há histórias, nem crenças, nem limites, e eu só preciso estar ciente de quando eu tento preencher esse nada com alguma coisa, porque algo não me serve. Tudo me serve na minha liberdade de nada.

Eu não preciso de algo para me distrair. Eu não preciso de algo que me leve para longe do meu amor-próprio, quando eu faço, quando eu tomo essa respiração profunda. Eu Sou o que Sou, aqui e agora, muito apaixonado por mim mesmo. Isto é tão bom quanto parece.

Obrigado a todos. Namastê.

No hay comentarios.: